quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Que venha 2016

E que venha 2016, com muita paz, amor, saúde, esperança, felicidade, emprego... Que todos tenham um ano maravilhoso.



Venho apenas fazer um pedido para vocês: antes de soltar fogos pense nos outros:
Você sabia que os cachorros ficam muito assustados com o barulho que os fogos de artificio transmitem?

Meu amigo Pedro, que tem a Síndrome rara Cri-Du-Chat, também não é a favor dos fogos. Ele tem muito medo e treme dos pés a cabeça.


Legenda da foto: Meu amigo Pedro, no Show do seu ídolo: Roberto Carlos!

Eu, Luana Perrusi, portadora de Hiperecplexia, me assusto com o barulho dos fogos, caio ao chão e me machuco.

Vamos, nesse ano, trabalhar a empatia e dizer NÂO aos fogos de artificio!

#raroeaquelequenaoecomum #orgulhodeserrara #contraopreconceito #maisacessibilidade #NAOAOSFOGOSDEARTIFICIO 

Feliz Ano Novo 2015 - 2016


O ano de 2015 está chegando ao fim! E o que dizer sobre ele?
Este foi, sem sombras de dúvidas, O MELHOR ANO DA MINHA VIDA, até o momento.
O ano de 2015 foi um ano de realizações, descobertas e conquistas, que já iniciou com “o pé direito”:
No dia 01 de Janeiro tive a oportunidade de viajar, juntamente a minha mãe, para o Rio Grande do Sul onde pude realizar exames mais apurados e, após quase um mês de internação, ser diagnosticada corretamente, como portadora de Hiperecplexia (este diagnóstico não foi fácil de ouvir e aceitar, por se tratar de uma doença rara, progressiva e incurável - pelo menos ate o momento - porem com o tempo, percebi que a síndrome poderia, também, me trazer coisas boas. Consegui enxergar o lado bom da minha doença);
Passei em uma seleção de Estágio para trabalhar na área de Sustentabilidade e logo em seguida na seleção de um emprego;
Pude, com a ajuda de muitos colegas e professores de faculdade, além do apoio do meu amor, realizar um de meus sonhos: tomar um banho de cachoeira;
Completei quatro anos e sete meses de namoro, amizade, carinho, respeito, companheirismo, cumplicidade... E muito amor;
Formei-me no Curso de Ciências Biológicas Bacharelado, com conceito A, nota 9,2 na monografia e tive a festa de formatura dos meus sonhos (na verdade, melhor do que nos meus sonhos);
Criei um blog e uma página no Facebook (raro é aquele que não é comum) no intuito de contar um pouco das minhas experiências, falar sobre outras doenças, preconceito, acessibilidade, entre outros assuntos, podendo assim, incentivar as pessoas a nunca desistir de seus sonhos;
Tive a oportunidade de realizar várias apresentações de dança, juntamente a uma fala motivacional, em Instituições, ONGs, Empresas, Shows...;
Concedi uma entrevista e sai nos Jornais Impressos da Cidade; Recebi uma linda homenagem realizada pelos integrantes do Projeto Encontro.
Meu irmão passou no vestibular.
Enfim... Este realmente foi O MEU ANO. Espero que o próximo seja ainda melhor...
Gostaria de deixar aqui meus agradecimentos a todos que acreditaram em mim, na minha arte e no meu potencial: A ONG AMAR – Aliança de Mães e Famílias Raras; Ao Pereirinha Futebol Clube; ao Projeto Encontro; A Casa de Apoio Acolher com Afeto; A cantora Adriana B.; A Odebrecht Ambiental; A Universidade Católica e ao Transforma Recife. Espero que em 2016 essas parcerias continuem. Amo todos!
Agradeço também a meus professores, amigos, coreógrafos e parceiros Sandro Xavier e Jessica Souza, pela paciência, coreografias, concelhos de moda (rsrsrsr) e amizade; Ao Estilista Melk Z-da pela doação de um belíssimo figurino; A Família do DNA Semear, pelas ações que pude realizar junto a eles, e pela presença nas minhas apresentações; A minha amiga/irmã Mayara Marques, que ao menos esteja doente, sempre se faz presente nas minhas apresentações, tirando fotos, ou filmando; A Cinthia Renata, pela criação da logo, “Raro É Aquele Que Não É Comum”; A Marina Guimarães, pela ajuda na criação do blog; E a minha produtora mais gata (rsrsrsrrs), minha mãe.
Desejo a todos um Feliz Ano Novo!

 

#raroeaquelequenaoecomum #orgulhodeserrara #contraopreconceito #maisacessibilidade

 

 

 

 

 

 

 

 

 

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

E para fechar...

E para fechar o ano com chave de ouro: Ontem tive o prazer de, ao lado do parceiro Sandro Xavier, apresentar a coreografia feita especialmente para a música da magnifica cantora Adriana B. durante o Show do Bem no Marco Zero.

Gostaria de deixar aqui meu agradecimento a Galerinha maravilhosa do Projeto Encontro, em especial a Margareth, pela bela homenagem. Me senti muito honrada com o belo texto. Mil vezes obrigada.






Cantora Adriana B. Brasil








Margareth - Projeto Encontro.









Agradeço a minha mãe amada por sempre esta presente; a minha amiga/irmã, Mayara Marques, por sempre estar ao meu lado; e a presença de Cris, representando muito bem o DNA SEMEAR.





 
Geno, cantor extraordinário.






 



Meu querido Iremar - Inclui PE.




Caio, esse tem frevo no pé.










Novo amigo, Caio.



















Já no palco, aguardando pela Homenagem, realizada pelo Projeto Encontro, e Apresentação de Dança. - Mamis e Giba.







Já recebendo a Homenagem.
Um texto lindo, nomeado "Delicadeza", que foi escrito por Gabriel do Projeto Encontro.
Muito obrigada a todos os membros desse Projeto lindo pela homenagem. Me senti honrada por terem me escolhido como quem faz a diferença.


"Delicadeza:


Se tem delicadeza,
tem doçura.


Se tem ternura,
tem carinho.


Se tem beleza,
tem encanto.


Se tem elegância,
tem dança.


Se tem ritmo,
tem superação.


Se tem Perrusi,
tem Luana e minha admiração." 


Gabriel Saboya Barbosa Bile












E é hora de dançar. Coreografia realizada por Sandro Xavier especialmente para a música de autoria da maravilhosa Adriana B. - "Se você não me quer, tem quem queira".




















Quer ver os vídeos, da homenagem e da dança? Acesse minha pagina no Facebook: Raro É Aquele Que Não É Comum.


#raroeaquelequenaoecomum #orgulhodeserrara #contraopreconceito #maisacessibilidade





quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Feliz Natal - 2015


Desejo um Feliz Natal a todos!

Que seja repleto de amor, carinho, luz, oração, comidas gostosas (rsrsrsrsrs) e presentes de Papai Noel ;)

Mantenham a magia e os sonhos acessos.

Um Feliz Natal a toda sua família!!




#raroeaquelequenaoecomum #orgulhodeserrara #contraopreconceito #maisacessibilidade

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Show do Bem

E para fechar o ano com chave de ouro, terei a honra de, mais uma vez, dançar um samba ao lado do meu parceiro, Sandro Xavier, no Show da cantora Adriana B. 

Desta vez dançaremos uma música autoral da maravilhosa Adriana B, com uma coreografia especial feita por Sandro Xavier.

E terá mais... O Projeto Encontro prestará uma homenagem para mim, logo após o show. Agradeço profundamente a Margareth, estou me sentindo muito honrada por ser a homenageada nesse dia tão especial.

Você não pode perder!!

O Show tem inicio as 10h e minha apresentação será as 10:30h

Aguardo por todos!



#raroeaquelequenaoecomum #orgulhodeserrara #contraopreconceito #maisacessibilidade

Esclarecimento

Esclarecimentos a respeito de Vagas em Estacionamentos e Filas:

As vagas nos estacionamentos públicos para Pessoas Com Deficiência, Idosa e Mulheres Grávidas são EXCLUSIVAS E PRIVATIVA.

Já nas filas dos Bancos, Mercados e Lotéricas as Pessoas Com Deficiência, Idosas e Mulheres Grávidas tem PREFERÊNCIA, e não exclusividade. 


#raroeaquelequenaoecomum #orgulhodeserrara #contraopreconceito #maisacessibilidade    

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Reciclagem

Achei essa reportagem bastante interessante, e como sou Bióloga resolvi partilhar com vocês, leitores do Blog. Quando chegaremos a este nível??

Ilha no Japão recicla e reutiliza 80% dos resíduos que produz

Kamikatsu é um vilarejo de dois mil habitantes situado em uma região relativamente isolada do Japão. Em 2001, o poder público local decidiu diminuir as taxas de incineração dos resíduos domésticos na cidade por meio da implantação do programa Zero Waste Academy. No país asiático, o lixo não reciclado é geralmente incinerado, uma vez que a ilha sofre com problemas de espaço, tornando aterros sanitários inviáveis.
Os moradores da cidade passaram a separar seus resíduos em 34 tipos diferentes, que são levados a um posto de coleta pelos próprios cidadãos, em vez de serem recolhidos de maneira tradicional (apenas idosos sem carro estão isentos desta responsabilidade).
Como as casas estão localizadas em terreno montanhoso e a grandes distâncias umas das outras, a coleta com caminhões seria economicamente inviável. Além disso, há subsídios para a compra de material para compostagem, que é estimulada pela prefeitura. No próprio centro de coleta há uma feira de trocas e artesanato feito a partir daquilo que é trazido.
A taxa de reciclagem da cidade, que era de 55% em 2000, agora gira em torno de 80%, sem levar em conta a compostagem doméstica. O objetivo é reduzir a zero a quantidade de resíduos enviados a aterros sanitários ou incinerados até 2020, segundo informações da plataforma Cidades Sustentáveis.

Cronograma do programa

• 2001: começa um programa de reciclagem na cidade que divide os materiais recicláveis em 34 tipos;
• 2003: declaração da adoção de um programa “Zero Waste” na cidade;
• 2005: criação da “Zero Waste Academy” na cidade, como instituição de pesquisa e troca de idéias para encontrar soluções para a questão dos resíduos;
• 2006: a “Zero Waste Academy” de Kamikatsu bate a marca de três mil visitantes.

Resultados

• Foi criada a “Zero Waste Academy”.
• Três outras cidades japonesas anunciaram os mesmos objetivos que Kamikatsu, tomando-a como exemplo: Minamata, Oki e Hayama. A taxa de reciclagem da cidade, que era de 55% em 2000, agora gira em torno de 80%, sem levar em conta a compostagem doméstica.
O fato de haver poucos moradores facilita a quase universalização da reciclagem, mas não deixa de ser um exemplo a ser seguido.

Fonte: EcoD


#raroeaquelequenaoecomum #orgulhodeserrara #contraopreconceito #maisacessibilidade

Festa Surpresa

Ontem, tive a honra em ser convidada para a festa surpresa de Margareth (Projeto Encontro), e conhece-la pessoalmente.

Linda festa, novos amigos, diversão...


Nosso Quintal 


Margareth do Projeto Encontro


Minha mãe linda e Iremar do Inclui PE


Bruno - Primeiro Turismólogo com Síndrome de Down



 
Caio, esse dança um frevo bom danado


 

Eita forro bom arretado sô...


#raroeaquelequenaoecomum #orgulhodeserrara #contraopreconceito #maisacessibilidade

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

NATAL AMAR


 Ontem, 16/12/2015, tive o privilégio de realizar uma apresentação de Dança Inclusiva para os convidados do Evento de Natal da ONG AMAR - Aliança de Mães e Famílias Raras. Pude também realizar uma Fala Motivacional, buscando encoraja-los a nunca desistir dos sonhos.


A AMAR e a minha coreografa Jéssica Souza só tenho a agradecer.


Parabenizo a todos que fizeram este Evento ser maravilhoso, em especial ao DNA SEMEAR e a Nilda do Pereirinha Futebol Club.
 

AMAR - Aliança de Mães e Famílias Raras e Raro É Aquele Que Não É comum


Minha mãe amada *-*


Fala Motivacional


É hora de dançar...





Um amor de pessoa...




 Guto



E teve Papai Noel? Teve sim senhor...

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Interessante

Bom dia pessoas queridas,

Achei esse texto sobre inclusão escolar muito interessante e resolvi compartilhar com vocês. Vale a pena ler.


"A posição da família do aluno com necessidades educacionais especiais é apontada como um obstáculo do processo de inclusão educacional, quando esta “dificulta a inclusão por não reconhecer as possibilidades da criança”. Sabe-se que o nascimento de um filho com deficiência traz uma série de impasses às relações familiares, seguidos de sentimentos de frustração, culpa, negação do problema, entre tantos outros. Os anos iniciais da criança abrangem o período de suas mais férteis

aquisições, as quais podem ser prejudicadas se a família não tiver a ajuda necessária para reconhecer seu fi lho como um sujeito que apresenta diversas possibilidades. A escola, como o segundo espaço de socialização de uma criança, tem um papel fundamental na determinação do lugar que a mesma passará a ocupar junto à família e, por consequência, no seu processo de desenvolvimento. "


Link do texto completo:



#raroeaquelequenaoecomum #orgulhodeserrara #contraopreconceito #maisacessibilidade







segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Desfile Inclusivo, Fala Motivacional e Apresentação de Dança - AMAR LIVREMENTE

Segundo Encontro de Cultura Inclusiva
AMAR LIVREMENTE

Não há palavras que descrevam este maravilhoso Evento realizado pela ONG AMAR - Aliança de Mães e Famílias Raras - Foi sensacional.  

Gostaria de agradecer a ONG AMAR pelo convite e a honra em poder participar de um evento tão belo, como este.

Agradeço a Jessica Souza, minha amiga e coreografa, que sempre arrasa nas performances e ao estilista Melk Z-da, pela doação do meu belíssimo figurino.



AMAR LIVRE-MENTE



Figurino Melk Z-da.


Pollyana Dias - ONG AMAR.... Como eu amo :) 

 
Obrigada pela presença de vocês, Tiana e Cris



Desfile de Moda Inclusivo 










Pose para os flashes...







Fala Motivacional



Apresentação Emocionante





Show das poderosas com as garotas do Grupo Florescer





Batuqueiros do Silêncio - Trabalho sensacional... Deficientes auditivos que tocam como ninguém Simplesmente, Perfeito!!


 
Batman - Batuqueiros do Silêncio






Quer ver os vídeos do desfile e da apresentação de dança? Acesse a página do Facebook: Raro É Aquele Que Não É Comum.


#raroeaquelequenaoecomum #orgulhodeserrara #contraopreconceito #maisacessibilidade